ªSede [+]

A partir de amanhã (28/Set), a Corujeira contará, pela primeira vez, com um espaço dedicado às Artes Plásticas e Perfomativas.
É a nova ªSede!

 

Texto de sala, escrito pela Sónia Moura para a exposição ‘Precipício’ de Miguel Oliveira:

“Notas do abismo

É na trama intersticial que resulta da articulação entre mundo natural e construído, que se desenvolvem algumas das mais interessantes propostas artísticas contemporâneas como a que nos apresenta Miguel Oliveira que, emergindo deste território de características tão subjectivas quanto difusas, projecta breves fragmentos de universo imaginal.
Um espaço de liberdade sempre encerra possibilidades infinitas pois nele palpita uma silenciosa emergência das coisas há muito adormecidas … que aguardam renascer para novas histórias e significados. A cristalização das formas e geometrias prossegue então um processo meticuloso, um ritmo pausado e reflectido pois a sua fórmula depende de uma medida exacta de intuição, equilíbrio entre opostos, e do inevitável e decisivo jogo de tensões a que tudo está sujeito. No entanto, novas histórias se escrevem nesta corda em equilíbrio onde se percebe o cintilar de múltiplas e ínfimas constelações que caminham lado a lado do [sempre] terrível abismo, o negro que em tudo vive.
Intuir estes enigmas é tarefa para alguns, aqueles cujo olhar sensível pressente nos pequenos despojos quotidianos, o que afinal nos aproxima da imensidão universal.”

 

ªSede: Eudora Welty [+]

03.04.2017

ªSede abriu em Dezembro de 2016. Ao longo destes três meses, promovemos várias actividades culturais e artísticas que consideramos importantes e que envolveram largas dezenas de pessoas. Agora, queremos dar mais um passo e cumprir um outro objectivo do projecto: fixar memória. A ideia é lançar uma publicação a que chamamos ACTA.

A ACTA não tem uma periodicidade regular e será editada sempre que exista disponibilidade material e quando uma actividade justifique a fixação da sua memória.

A primeira ACTA é dedicada a Eudora Welty, que será objecto de uma sessão no dia 4 de Março de 2017, com Diana V. Almeida, estudiosa e tradutora da obra da autora norte-americana. Esta primeira ACTA tem contribuições inéditas de Adriana Crespo, Alexandre Andrade, Diana V. Almeida, Gonçalo M. Tavares, Jorge Sousa Braga e Margarida Vale de Gato, a partir de uma fotografia de Eudora Welty.

https://asedenoporto.wordpress.com/2017/02/15/apos-tres-meses-de-trabalho-chega-a-primeira-acta/